Por dentro do esconderijo

A CRESCER foi até Buenos Aires conhecer por dentro o Esconderijo Secreto de Nanda, Zé e Chico, e conta um pouco de como é a rotina de gravações das crianças, que estreiam a terceira temporada do programa no Discovery Kids
Um lugar bacana para brincar de qualquer coisa que a imaginação pedir. Assim é agaragem da casa de Nanda, que serve como ponto de encontro dela, de seu primoZé e do amigo Chico. Todos os dias depois da escola eles criam por lá as mais divertidas brincadeiras no programa Esconderijo Secreto, do canal por assinatura Discovery Kids. Com cerca de dois minutos de duração e aparecendo nos intervalos das atrações do canal, as aventuras dos três garotos já chegaram à terceira temporada, que estreia em 20 de setembro. 

No final de julho, a CRESCER foi até Buenos Aires, na Argentina, acompanhar a gravação de dois episódios do Esconderijo e saber como os atores Manoela Ferreira, 11 anos (a Nanda), Gustavo Daneluz, 9 anos (Zé), e Guilherme Seta, 7 anos (o Chico) fazem para dar conta do trabalho e da escola. Primeiro, vale explicar por que as filmagens ocorrem na Argentina. É que o programa é uma produção para toda a América Latina e tem versões gravadas em espanhol, com atores de outros países, mas toda a produção de cenário e equipe são as mesmas. Por essa necessidade de deslocamento, os episódios são agendados para serem gravados durante as férias escolares ou feriados prolongados no Brasil e sempre são acompanhados por pelo menos um familiar nas viagens. A rotina é puxada: eles recebem os episódios alguns dias antes, estudam em casa com os pais, acordam bem cedo para gravar (a gente chegou no estúdio para começar os trabalhos às 8h) e gravam em média três episódios por dia. São cerca de duas horas para que aqueles dois minutos sejam tão bacanas para quem assiste depois. Cada cena é gravada várias vezes, para acertar luz, som, movimento, a fala dos meninos, a interação entre eles.
Brincadeira com trabalho
As crianças têm mais participação do que se imagina no resultado final: "Eles estão realmente brincando, é um mundo de fantasia, uma brincadeira que eles também vivem", diz o argentino Cristián Harbaruk, produtor executivo do programa. "Tanto que nunca a versão argentina, a latina e a brasileira ficam iguais, as crianças se colocam ali. Um dos programas, que fala sobre neve, foi inclusive ideia do Gui (Guilherme Seta)".

Os três garotos contam que têm a ajuda da escola e dos colegas se por acaso precisam faltar. "Minha escola dá um reforço", diz Gustavo. Já Manu usa muito a tecnologia. "Eles colocam a matéria no site da escola e depois eu pego o caderno das minhas amigas". E os três também se divertem com a fama: "querem saber como eu saí de dentro da TV, pedem o endereço da Manu", diz Guilherme. "Todos os meus amigos ficam orgulhosos, pois os mais velhos querem saber se sou eu mesmo que apareço na TV", conta Gustavo. E Manu diz que as crianças na escola às vezes pedem autógrafos envergonhadas.

Papel dos pais
Claudia Daneluz, mãe do Gustavo, se organiza no emprego para deixar os outros dois filhos mais novos no Brasil quando precisa viajar com o mais velho. "Combinamos de separar bem as coisas. Lá é escola, quando estamos aqui é que ensaiamos, decoramos os textos. Ele é muito organizado e dedicado e se envolve mesmo com o programa e as brincadeiras." A mãe do Guilherme não trabalha fora de casa, mas deixa outros três filhos quando o acompanha. "Todos ficam eufóricos quando ele aparece na TV." Nesse dia, Manoela estava com a avó pela primeira vez desde que entrou para o programa, pois a mãe tinha compromissos no trabalho.

Além dessa dedicação dos pais, é preciso que exista um vontade real na criança para que ela participe de trabalhos como ator. Por isso, vale a dica de todo o pessoal da produção do Esconderijo: "É a criança que tem de querer, muito, e gostar também. Eles vão precisar de dedicação e paciência para fazer do trabalho uma diversão e, ao mesmo tempo, levá-lo a sério".

*A editora Cíntia Marcucci viajou a Buenos Aires a convite da Discovery
Confira algumas fotos dos bastidores do Esconderijo Secreto:
  Fonte: Site Revista Crescer